G1 - Reunião entre a Prefeitura de Divinópolis e o TJMG trata da implantação de dois novos Cartórios

Um estudo será realizado pelo Tribunal de Justiça junto ao Município para avaliar a viabilidade, bem como definir as áreas para a implantação dos cartórios.


Uma reunião realizada na tarde de quinta-feira (22), no Centro Administrativo da Prefeitura de Divinópolis, com representantes do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), tratou sobre a implantação de mais dois cartórios de registro de imóveis na cidade.


Um estudo será realizado pelo TJMG junto ao Município para levantar a viabilidade, bem como definir as áreas para a implantação dos cartórios.

O juiz auxiliar da Corregedoria, Paulo Roberto, apresentou a situação do Serviço de Registro de Imóveis em Divinópolis e também destacou que a instalação de novos serviços imobiliários será importante para a melhor prestação de serviços à sociedade. Estudos Serão utilizados nos estudos a serem realizados, critérios socioeconômicos, além da análise do potencial construtivo e de desenvolvimento do município para a divisão das áreas, a fim de se criar circunscrições mais igualitárias possíveis. A juíza auxiliar, Roberta Fonseca, destacou que em razão dos critérios para a divisão, a participação da Prefeitura é primordial.

O secretário da Fazenda, Gabriel Vivas, informou que a realização de georreferenciamento no município, que se encontra em fase de finalização, bem como os estudos para atualização da Planta Genérica de valores do município, serão importantes no fornecimento das informações para o desdobro das áreas. A vice-prefeita Janete Aparecida (PSC) informou que colocará à disposição as medidas georreferenciadas para subsidiar o estudo. "A Prefeitura está empenhada em colaborar com o que for necessário nesses estudos para viabilizar a implantação dos cartórios", ressaltou.


Estiveram na reunião

Participaram da reunião os juízes auxiliares da Corregedoria-Geral da Justiça, superintendentes adjuntos dos Serviços Notariais e de Registro, Paulo Roberto Maia Alves Ferreira e Roberta Rocha Fonseca, a assessora jurídica da Corregedoria-Geral da Justiça, Mariana Gonçalves Teles, a vice-prefeita e secretária de Governo, Janete Aparecida Silva Oliveira, o secretário de Fazenda, Gabriel José Vivas Pereira e o procurador-geral do município, Leandro Luiz Mendes.


G1

Posts recentes

Ver tudo

STJ - Crédito com garantia fiduciária

Crédito com garantia fiduciária, mesmo que prestada por terceiros, não sofre efeitos da recuperação ​A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reafirmou o entendimento de que os créditos