G1 - Cartórios registram 11 mortes por suspeita de Covid-19 no DF; governo confirma 4 óbitos

Levantamento é da Associação Nacional de Registradores de Pessoas Naturais. Segundo Secretaria de Saúde, 'todos os óbitos com suspeita de coronavírus são investigados'.



Um levantamento feito pela Associação Nacional de Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil) mostra que os cartórios do Distrito Federal registraram, até esta quarta-feira (1º), 11 mortes com suspeita ou confirmação da Covid-19.


O número é maior que o total de óbitos divulgado pela Secretaria de Saúde do DF. De acordo com a pasta, foram contabilizadas quatro mortes pelo novo coronavírus na capital até quarta.

Questionada pelo G1 sobre a diferença nos números, a secretaria informou que "todos os óbitos com suspeita de coronavírus são investigados. No momento, temos a confirmação de quatro mortes por Covid-19".

O levantamento dos cartórios foi feito por meio dos atestados de óbito em que constam como causa da morte a suspeita ou confirmação da doença. O primeiro caso ocorreu em 24 de março (veja gráfico abaixo). Ainda de acordo com o estudo, em todo o país, já foram registrados 351 atestados de óbito com suspeita ou confirmação de Covid-19. Já um levantamento do G1, feito com dados das secretarias estaduais de Saúde, aponta 252 mortes pela doença. Primeiro caso Na última sexta-feira (27), um atestado de óbito que listava o novo coronavírus como causa da morte levou o governo do DF a confirmar a primeira vítima da doença na capital. Seria um homem de 46 anos, que procurou atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sobradinho.

No sábado (28), no entanto, a Secretaria de Saúde informou que o exame do paciente havia dado negativo para a Covid-19. Segundo a pasta, "o desencontro de informações se deu em virtude da indicação de suspeita da doença no atestado de óbito que, em si só, não confirma a causa morte". Pneumonia e insuficiência respiratória Os dados levantados pelos cartórios também mostram que houve aumento no número de mortes por pneumonia e insuficiência respiratória no DF em 2020. Segundo especialistas, essas têm relação com a Covid-19. De acordo com o estudo, entre 1º de janeiro e 2 de abril deste ano, foram contabilizadas 448 mortes por insuficiência respiratória na capital. O número representa aumento de 16% em relação ao mesmo período de 2019, quando foram 386 óbitos. Já a pneumonia foi listada como causa da morte em 769 atestados emitidos pelos cartórios desde o início do ano na capital. O aumento é de 8% em relação a 2019, quando foram 710 casos. Coronavírus no DF Segundo boletim divulgado pelo governo do DF, até o início da tarde desta quinta-feira (2), haviam sido registrados 377 casos do novo coronavírus em Brasília. Desses, 14 são graves. Ainda de acordo com o GDF, a maioria dos pacientes (55%) tem entre 30 e 49 anos. Os homens somam 216 casos, enquanto as mulheres são 161. Fonte: G1 Globo

Fale conosco

Av. Afonso Pena, 4.374 3º andar – Cruzeiro – Belo Horizonte/MG.
Entrada pela rua lateral – Américo Diamantino, 91 – 3º andar CEP: 30130-009

Email : contato@sinoregmg.org.br

Tel : 31 3284-7500

  • Instagram Sinore
  • Facebook SinoregMG

MAPA DO SITE