Uol - MG mantém onda roxa em BH até 11 de abril; só uma região avança

Além de BH, mais de 800 municípios mineiros seguem na Onda Roxa


O Governo de Minas decidiu manter a Onda Roxa, fase mais restritiva de combate à covid-19, em BH e outras várias cidades, até 11 de abril. Apenas os municípios da macrorregião Triângulo do Norte podem voltar para a Onda Vermelha. A decisão foi tomada pelo Comitê Extraordinário covid-19 e o anúncio foi feito na tarde do dia 31 de março.


O governador de Minas, Romeu Zema, lembrou que o momento ainda é difícil e pediu compreensão dos mineiros. "Infelizmente, os números de óbitos e a taxa de ocupação de leitos está subindo na maior parte das regiões. Seguimos com os esforços para ampliar leitos, apesar da falta de recursos, principalmente humanos, e, mais recentemente, de insumos. Contamos com o apoio da população para superarmos essa fase o quanto antes", afirmou.


A região liberada para flexibilizar foi a primeira a ser incluída e ficou por 30 dias na fase mais dura. Agora, passou a apresentar melhora nos indicadores. Nos últimos 14 dias, o Triângulo do Norte teve queda de 18% na taxa de incidência de casos, conforme dados levantados pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). Já as internações na macrorregião caíram de 14,04% para 6,42% nas últimas três semanas.


Também apresentou melhora a microrregião de Patos de Minas, que pertence à macrorregião Noroeste. Por lá, houve queda de 35% nos casos e a ocupação de UTIs exclusivas para pacientes com covid-19 está em 87%. Com isso, Patos também está liberada para seguir a Onda Vermelha. Nesta fase do Minas Consciente é permitido o funcionamento de todas as atividades, desde que cumpram regras de distanciamento.


Fonte: Uol

Posts recentes

Ver tudo