Presidente do CNB/MG recebe Medalha de Mérito Desembargador Ruy Gouthier de Vilhena da CGJ-MG

Sessão solene foi realizada com a presença de magistrados, servidores e outras autoridades


A Medalha de Mérito Desembargador Ruy Gouthier de Vilhena, foi entregue nesta quarta-feira (4/8), em cerimônia realizada no Fórum Lafayette, em Belo Horizonte, àqueles que contribuíram para o aprimoramento dos trabalhos da Justiça de Primeira Instância ou para o melhor cumprimento das finalidades da Corregedoria-Geral de Justiça.


Os desembargadores Newton Teixeira Carvalho, 3º vice-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Júlio Cezar Gutierrez Vieira Baptista e Pedro Aleixo Neto; além de juízes e servidores de diversas comarcas mineiras receberam a Medalha. O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, também agraciados, não estavam presentes e irão receber a Medalha posteriormente. A comenda é concedida anualmente, desde 1986, pela Corregedoria-Geral de Justiça a pessoas e instituições que prestam relevantes serviços à Justiça de Primeira Instância em Minas Gerais.


O Hospital Eduardo de Menezes e, também, tabelião e oficial dos serviços notariais e de registro do Estado foram homenageados pela Corregedoria.


Na comenda relativa ao ano de 2020 foram 17 condecorações especiais, além de 12 magistrados e servidores vítimas da covid-19, na modalidade post mortem. Na capital, magistrados e serventuários das 1ª e 2ª Regiões de atuação da Corregedoria também receberam a medalha.


As sessões solenes do interior foram realizadas em Montes Claros, Timóteo, Uberlândia e Pouso Alegre, para os agraciados das 3ª, 4º, 5ª e 6ª Regiões, respeitando as medidas sanitárias impostas pela pandemia.


O corregedor-geral de Justiça e chanceler da medalha, desembargador Agostinho Gomes de Azevedo, ressaltou a importância da homenagem. "A orientação, a fiscalização e ação disciplinar são as funções precípuas da Corregedoria, mas a Medalha Ruy Gouthier também nos propicia reconhecer e agradecer aos magistrados, servidores, notários, registradores e personalidades de outras esferas e órgãos que se destacam no cumprimento das suas obrigações com a entrega desta importantíssima comenda que, pela sua natureza, sempre é entregue por mérito a quem a ela fez jus por direito", disse.


No seu discurso, o corregedor enalteceu os homenageados, especialmente, aos "atributos e contribuições em prol da Justiça de 1ª Instância". Ele fez questão de citar o nome e uma frase sobre cada agraciado pela medalha. Fotografias dos magistrados e servidores homenageados post mortem foram exibidas no telão durante o discurso do desembargador.


Reconhecimento


O 3º vice-presidente do TJMG, desembargador Newton Teixeira Carvalho, falou em nome dos homenageados e exaltou a comenda e o trabalho realizado pelo corregedor Agostinho Gomes de Azevedo, juntamente com sua equipe.


Segundo ele, a entrega da medalha é o reconhecimento de que algo está sendo feito em prol da sociedade mineira. "É um dia significativo, de reconhecimento e, de nossa parte, de agradecimento. É um dia muito esperado por todos nós, mineiros. E, com certeza, dividimos esta condecoração com todos. Apenas estamos, neste ato, representando todos vocês, parceiros na construção de uma sociedade mais justa, mais humana, mais igualitária", enfatizou.


O desembargador destacou o trabalho também dos servidores da 1ª Instância. "O nosso agradecimento especial e o reconhecimento de que prestaram e prestam realmente relevantes serviços ao Judiciário. Continuemos, porque a sociedade espera mais de todos nós. Precisamos dar mais de nós, somos, antes de tudo, servidores públicos. Portanto, servimos ao público".


O 1º vice-presidente do TJ, José Flávio de Almeida, representando o presidente Gilson Soares Lemes, lembrou a trajetória profissional "impecável" do desembargador Ruy Gouthier de Vilhena. "Por isso, quando o TJMG, por meio da Corregedoria, mantém a tradição de entregar a medalha de mérito que leva o seu nome, é indicativo de que reconhece, na trajetória dos agraciados, o predomínio dos mesmos caros princípios que pautaram a vida desse grande cidadão", disse.


Ele ressaltou o empenho de tantas personalidades em prol do aperfeiçoamento da Justiça. "Há homens e mulheres abnegados, vocacionados e aguerridos, que se desdobram diuturnamente para fazer o seu melhor, em suas respectivas áreas de atuação, mantendo sempre elevada capacidade para o trabalho, dedicação desmedida, profundo dever cívico e os olhos sempre voltados ao interesse público e ao bem comum".


Participaram também da solenidade os desembargadores Tiago Pinto, 2º vice-presidente do TJMG; Edison Feital Leite, vice-corregedor-geral de Justiça; Alberto Diniz Júnior, presidente da Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis); Nelson Missias de Morais, ex-presidente do TJMG, Antônio Sérvulo dos Santos, ex-corregedor-geral de Justiça; Afrânio Vilela, ex-vice-presidente do TJ e Márcia Milanez, também ex-vice-presidente; e Guilherme de Azevedo Passos.


Além do presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado, desembargador Fernando José Armando Ribeiro; juízes auxiliares da Presidência do TJMG e da Corregedoria e outras autoridades ligadas ao Judiciário, Executivo, Legislativo, Ministério Público, Defensoria Pública, advocacia, polícias militar e civil e familiares dos homenageados.


Comenda em outras regiões


Confira AQUI as fotos das cerimônias de entrega da Medalha Ruy Gouthier que foram realizadas desde o início de junho deste ano no interior do Estado, homenageando magistrados e servidores das Regiões de atuação da Corregedoria.


A primeira sessão solene foi realizada na Comarca de Montes Claros – 6ª Região. Os agraciados da 3ª e da 5ª Região receberam a comenda, respectivamente, nas Comarcas de Timóteo, em 15 de junho, e de Uberlândia, em 7 de julho. A Comarca de Pouso Alegre, no dia 21 deste mês, sediou a entrega da medalha para os homenageados da 4ª Região.


A comissão especial encarregada de escolher os agraciados é presidida pelo corregedor-geral de Justiça. Para a escolha dos homenageados, são observadas a abnegação, antiguidade, dedicação, dinamismo, eficiência, presteza e produtividade no cumprimento dos deveres funcionais e também, em alguns casos, são considerados trabalhos de relevância e integração com as ações e os projetos da Corregedoria.


TJMG

Posts recentes

Ver tudo