Premiação do PQTA Nacional acontece no dia 25/11 com a participação dos cartórios destaques de 2021

Premiação do PQTA Nacional acontece no dia 25 de novembro com a participação dos cartórios destaques do ano de 2021

Mais duas premiações serão atribuídas aos cartórios: o prêmio Rubi Master e Rubi Evolução.

Com o fim das premiações regionais do Prêmio de Qualidade Total Anoreg/BR, na próxima semana, no dia 25 de novembro, acontecerá a premiação da etapa nacional.

Em sua 17ª edição, o prêmio que é realizado pela Associação de Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR) contou com a participação de 162 serventias extrajudiciais neste ano, que foram premiadas nas categorias Diamante, Ouro, Prata e Bronze.

Para a premiação da etapa nacional, irão concorrer os cartórios que atingiram a premiação Diamante, com pontuação entre 95 e 100%, em cada um dos estados. O estado que não teve nenhum cartório premiado na categoria Diamante irá concorrer com as serventias que atingiram a mais alta categoria.

Ainda na premiação da etapa nacional do PQTA, irão acontecer mais duas premiações da categoria Rubi Master – atribuída aos cartórios que conquistarem quatro Diamantes consecutivos, incluído o resultado obtido no PQTA 2021, e a categoria Rubi Evolução – incluindo as serventias que tiverem oito participações consecutivas no PQTA com evolução, incluído o resultado obtido no PQTA 2021.

Durante a quinta – feira, 25 de novembro, também acontece o Encontro da Qualidade da Anoreg/BR, no canal do Youtube da Anoreg/BR (www.youtube.com/c/AnoregBrasil). Às 10 horas acontece um show case sobre “Eficiência, Qualidade e Processos” e às 14 horas o show case sobre “Liderança e Equipe”, com participações de profissionais relacionados ao meio extrajudicial.

O PQTA Nacional acontece de maneira on-line pela plataforma do Youtube da Anoreg/BR, às 19 horas – horário de Brasília com participação livre para todo o público.

Fonte: Assessoria de Comunicação Anoreg/BR.

Posts recentes

Ver tudo

STJ - Revogação consensual de adoção

Adoção realizada sob as regras do CC/1916 é passível de revogação consensual na vigência do Código de Menores ​A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu que a adoção realizada so