Desembargador lança nova edição de livro Registros Públicos e Direito Notarial

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Gilson Soares Lemes, recebeu nesta quarta-feira (24/2) visita de cortesia do desembargador Marcelo Rodrigues e do tabelião de notas, Victor Rodrigues.


O desembargador Marcelo Rodrigues presenteou o presidente com o livro Tratado de Registros Públicos e Direito Notarial, cuja 3ª edição foi atualizada e ampliada. “A obra conserva os predicados que alçaram o sucesso das edições anteriores: profundidade jurídica nos variados temas do universo registral e notarial - conhecido e experimentado por poucos e, em igual medida, capaz de despertar crescente interesse da comunidade jurídica -, aliado a um estilo de escrita claro e objetivo, a despeito da natural complexidade e higidez da matéria, altamente técnica e especializada”, enfatizou o magistrado.


O presidente Gilson Soares Lemes afirmou que se trata de uma obra que amplia o conhecimento de magistrados e de operadores do Direito sobre o tema. “Os registradores e notários tem à disposição uma obra segura, de quem conhece com profundidade a matéria”.

O desembargador Marcelo Rodrigues, que é presidente da 2ª Câmara Cível do TJMG, disse que a ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), comentou recentemente “que há muito tempo o livro Registros Públicos e Direito Notarial tem ajudado e ensinado sobremaneira nessa matéria tão complexa e que o nosso trabalho habilmente consegue transformar”.


A visão doutrinária no livro é enriquecida pela análise crítica da legislação e de julgados do Superior Tribunal de Justiça e de vários Tribunais de Justiça, o que facilita a compreensão de seu alcance e aplicação em situações vivenciadas no cotidiano forense, afirmou o desembargador.


O magistrado também enfatizou que novos temas são trazidos a debate e reflexão, a exemplo dos impactos decorrentes da personalidade jurídica dos robôs dotados de inteligência artificial: e-personality ou personalidade eletrônica, a partir de resolução com recomendações sobre Direito Civil e Robótica, editada no início de 2017 no Parlamento Europeu, com impacto nas atribuições notariais.


O tabelião da Comarca de João Pinheiro, Victor Rodrigues, destacou que o desembargador Marcelo Rodrigues é um autor consagrado na disciplina relacionada a registros públicos e direito notarial no país e tem colaborado muito na difusão da matéria. “Tem uma relevância na medida em que auxilia o Poder Judiciário no processo de incentivo à conciliação e dos métodos de resolução de conflitos. Contribui, portanto, com conhecimento para difusão da disciplina”.


Veja mais informações.


TJMG

Posts recentes

Ver tudo

Receita espera receber 5,9 milhões de documentos Os proprietários rurais de todo o país precisam ficar atentos. Acaba hoje (30), às 23h59min59s, o prazo de entrega da Declaração do Imposto sobre a Pro