Coronavírus: balanço de óbitos em Minas difere da contagem de 202 vítimas por cartórios


Marco de 106 mortes por COVID-19 em 24 horas chega com registro frágil. Portal da Transparência alerta para subnotificação no país


As mortes pela COVID-19 em Minas Gerais avançaram de 97 para 106 nas últimas 24 horas, constituindo um triste marco de óbitos na casa das centenas no estado.  De acordo com o boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES), houve aumento de nove vítimas de morte no estado em relação ao boletim de quarta-feira. Agora, são 2.770 casos confirmados da doença respiratória. O número de registros suspeitos de ter a infecção pelo vírus como causa segue alto, em 94.124.


Foram registradas duas mortes em Belo Horizonte, subindo de 23 para 25. As autoridades de Saúde registraram ainda três mortes em Juiz de Fora, que passa a contar nove óbitos, em lugar dos seis anteriores. Mortes também foram confirmadas em Uberlândia, Toledo, Bueno Brandão e Extrema. Dos 2.770 casos confirmados da doença no estado, 890 são registros da capital, 235 de Juiz de Fora e 190 de Uberlândia.


Com o avanço da COVID-19, 204 municípios mineiros tiveram confirmação da doença e 50 deles registraram mortes. A doença se espalha pelo interior de Minas, com registro de primeiros casos nos municípios de Alpinópolis, Alto Rio Doce, Bela Vista de Minas, Carandaí, Couto de Magalhães de Minas, Elói Mendes, Ilicínea, Itaú de Minas, Mar de Espanha, São Francisco do Glória, São João do Paraíso e Tabuleiro.

O número de mulheres contaminadas (1.346) segue maior do que o de homens (1.318). A maior taxa de contágio, de 78%, está na faixa etária dos 20 aos 59 anos. O número de idosos acometidos pela doença é de 474. Na faixa acima dos 60 anos, está concentrada a maior parte das mortes, de 80% do total. Morreram no estado pela doença 85 idosos, 18 pessoas com idades entre 40 e 59 anos e três na faixa etária de 20 a 39 anos.

O número de pessoas que morreram por Síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em Minas Gerais desde o início da pandemia aumentou 357%, se comparado ao mesmo período do ano passado. Os dados podem ser observados no Portal da Transparência do Registro Civil, plataforma apresentada ontem pela Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Brasil (Arpen-Brasil).


Considerando-se a confirmação do primeiro caso de COVID-19 pelo Ministério da Saúde, em 26 de fevereiro, até 27 de abril, os cartórios em Minas registraram 119 mortes por SRAG, ante 26 no mesmo período do ano passado. Foram desconsiderados os dados dos últimos 10 dias, pois, de acordo com a Arpen, as informações são baseadas nos documentos médicos enviados aos cartórios regionais para lavrar os óbitos e esse procedimento pode levar de cinco a 10 dias para entrar no sistema nacional. O portal da transparência ainda indica uma possível subnotificação no registro de óbitos pelo novo coronavírus. Em Minas, até ontem, os cartórios já registraram 202 mortes pela doença.


A Arpen-Brasil ressalta que os números podem ser maiores, já que o prazo para registro de falecimento é de até 24 horas, mas com tolerância de 15 dias em alguns casos excepcionais, como quando a morte ocorre em local isolado e longe de cartórios de registro, a bordo de navios ou em missões militares. Os cartórios devem enviar os registros à Central Nacional em até oito dias.


Quarentena reduzida O isolamento social caiu em Minas. No entanto, não é possível acompanhar os números, que não são divulgados pelo governo estadual. No último domingo, centenas de pessoas saíram para pistas de caminhada em Belo Horizonte e muitas delas não usavam a proteção das máscaras.


O percentual de isolamento social é divulgado por outros estados, como São Paulo, e consiste em um dos parâmetros para determinar se é necessária adoção de medidas mais rígidas para o enfrentamento da COVID-19. Na quarta-feira, o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, informou que 3 milhões de mineiros são monitoradas por um aplicativo.


Fonte: Estado de Minas

Fale conosco

Av. Afonso Pena, 4.374 3º andar – Cruzeiro – Belo Horizonte/MG.
Entrada pela rua lateral – Américo Diamantino, 91 – 3º andar CEP: 30130-009

Email : contato@sinoregmg.org.br

Tel : 31 3284-7500

  • Instagram Sinore
  • Facebook SinoregMG

MAPA DO SITE