CORI-MG elege nova diretoria

Votação foi realizada pela primeira vez de forma virtual, em Assembleia Geral que reuniu registradores de todo o estado.


O CORI-MG já tem seus representantes para o biênio 2021/2022. Na noite desta quarta-feira, 2 de dezembro, os oficiais aprovaram, com 97% dos votos, a chapa única inscrita no pleito, que tomará posse em janeiro do próximo ano.


Enquanto a votação ocorria, Ana Cristina Maia, registradora de Imóveis de Mariana e presidente eleita do Colégio, detalhou os eixos que nortearão o trabalho nos próximos anos. As propostas estão focadas na atuação institucional, na sustentabilidade financeira, na promoção da gestão de Qualidade e na educação continuada.


Todos os pontos escolhidos são desdobramentos do trabalho iniciado desde a fundação do CORI-MG, responsáveis por tornar Minas Gerais uma referência nacional no setor de registro imobiliário. Mas o grande desafio dessa gestão será conscientizar a todos sobre a necessidade de mobilização. “Precisamos estar fortes para atender as demandas que chegam. Isso significa estarmos unidos e comprometidos com a classe e com nossos clientes. E essa união só se consolida em uma associação forte. Precisamos prestar serviços com eficiência, qualidade e uniformidade. Para isso, precisamos do engajamento de cada um. O CORI-MG é a associação dos registradores e nosso objetivo é ter os 321 cartórios juntos”, diz.

Luciano Camargos, registrador de Vespasiano e futuro vice-presidente de Relações Institucionais, destaca a importância de se manter um contato mais próximos com os demais atores do mercado, com atenção extra para os debates sobre o sistema nacional de registro eletrônico. “Será um período desafiador e precisaremos do apoio dos registradores – não só pelas mudanças que estão por vir, mas pelos investimentos necessários para custear as ações. Precisaremos de uma congregação de esforços para superar os desafios que virão”, afirma.


A importância da união dos registradores diante dos cenários colocados também foi destacada por Fernando Nascimento, que assumirá o posto de vice-presidente de Tecnologia. “É preciso acompanhar a transformação digital e promover soluções eficazes que atendam os clientes. O conformismo não é mais aceitável e a mudança depende do coletivo. Unidos conseguiremos potencializar nossos serviços e entregar as respostas que são exigidas.”


Além da diretoria, a chapa eleita também é composta pelo Conselho Deliberativo, pelo Conselho Fiscal e pelo Conselho de Ética – uma novidade aprovada recentemente no estatuto. Segundo Heloisa Silveira Fernandes de Morais, registradora em Janaúba e uma das novas conselheiras, a instalação desse novo grupo é mais um instrumento para dar transparência às ações do CORI-MG e um reforço para que os valores éticos e morais sejam sempre seguidos e respeitados. “Será essencial uma conduta proativa de cada oficial para a defesa das garantias e de sobrevivência da categoria”, diz.


Confira alguns detalhes de cada uma das frentes apresentadas:


Atuação institucional

  • Alinhamento nacional;

  • Parcerias com outras instituições de registradores;

  • Parcerias com outros atores sistêmicos;

  • Fortalecimento das representações regionais;

  • Atuação efetiva na defesa dos associados;

  • Mobilização e engajamento dos colegas;

  • Criação de programa permanente de atuação social e cultura das serventias associadas.

Sustentabilidade financeira

  • Compromisso com a defesa da classe – envolvimento de todos os registradores de Minas Gerais;

  • Criação de novas fontes de receita para a instituição;

  • Otimização dos recursos;

  • Oportunidades de investimentos no desenvolvimento de soluções para o mercado;

  • Formação de novas parcerias/convênios com a criação de produtos de interesse do mercado;

  • Acreditação de novos parceiros em Reurb.

Qualidade

  • Manutenção dos programas de gestão da qualidade do CORI-MG (ISO 9001);

  • Criação e desenvolvimento de programa de capacitação em gestão da qualidade para os associados;

  • Criação do Selo CORI-MG de qualidade;

  • Criação de projeto de divulgação das boas práticas nas serventias mineiras;

  • Padronização de procedimentos;

  • Criação da Ouvidoria CORI-MG.

Educação continuada

  • Capacitação dos associados a baixo custo;

  • Desenvolvimento e criação de novos canais de comunicação que possibilitem a disseminação do conhecimento produzido pelos registradores;

  • Criação de projeto permanente para produção e divulgação dos estudos desenvolvidos por registradores mineiros.

Conheça a chapa eleita:


Presidente: Ana Cristina de Souza Maia

Vice-presidente de Relações Institucionais: Luciano Dias Bicalho Camargos

Vice-presidente de Tecnologia: Fernando Pereira do Nascimento

Secretário-geral: Humberto Gomes do Amaral

Tesoureiro: Marcelo de Rezende Campos Marinho Couto

Conselho Fiscal: Danilo de Assis Faria, Matheus Campolina Moreira e Michely Freire Fonseca Cunha

Conselho Deliberativo – Entrância Especial: José Celso Ribeiro Vilela de Oliveira e Lívia de Almeida Carvalho

Conselho Deliberativo – Demais Entrâncias: Fabiana Cristina Arthur Cunha e Frankie Versiani Lopes Lacerda

Conselho de Ética: Flávio Augusto Silva de Oliveira Costa, Heloisa Silveira Fernandes de Morais e João Arthur Siqueira da Silva Costa

CORI-MG


Posts recentes

Ver tudo