top of page

CNR apresenta projetos para 2024 em reunião de diretoria com sindicatos e federações

A Confederação Nacional de Notários e Registradores (CNR) apresentou seus projetos para o ano de 2024 na reunião de diretoria realizada na manhã desta quarta-feira (10), com a participação de sua diretoria e representantes dos sindicatos e federações filiados. Convocada e dirigida pelo presidente da CNR, Rogério Portugal Bacellar, a reunião foi realizada em formato híbrido (presencial e on-line).


Uma das novidades anunciadas para este ano é o lançamento do Selo Cartório Mulher, em parceria com os Ministérios do Trabalho, da Justiça e das Mulheres, com objetivo de incentivar a inclusão, qualidade laboral, contratação e manutenção dos empregos femininos nos cartórios brasileiros. Também para 2024 está prevista a divulgação inédita do ranking dos melhores cartórios para trabalhar, fruto da parceria firmada pela CNR com o Great Place To Work (GPTW) na última Conferência Nacional dos Cartórios (Concart), já com as inscrições abertas.


Outra iniciativa em andamento é a revisão do planejamento de comunicação da CNR, a cargo da agência Centro de Comunicação. Responsável pela assessoria de imprensa e marketing da entidade, a empresa também fará um mapeamento da estrutura de comunicação dos sindicatos e federações filiados visando maior integração nas divulgações setoriais.


A Escola Nacional de Notários e Registradores (ENNOR) anunciou a criação de um banco de talentos para reforçar o quadro de professores nos estados e, nos próximos dias, divulgará a abertura de novos cursos pedidos pelo CNJ. A ENNOR reforçou sua atuação acadêmica com a realização do 5º Seminário Brasil-Alemanha, nos últimos dias 8 e 11 de março, em Brasília (DF) e Florianópolis (SC). Na ocasião, foi firmado mais um acordo de intercâmbio com as Faculdades de Direito das Universidades de Friburgo e Humboldt, de Berlim.


Por sua vez, a Rede Ambiental e de Responsabilidade Social (Rares-NR) seguirá em 2024 com as campanhas, como Natal Inteligente e Páscoa Solidária, que beneficiam entidades que amparam crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade com as doações recebidas por cartórios. Em outra frente de atuação do setor, o objetivo é fortalecer o trabalho do Instituto Nacional de Certificação de Carbono (INCCAR), que facilita o processo de geração do crédito de carbono, registrando os certificados gerados com validade jurídica em mais de 100 países.


Pautas setoriais


Durante a reunião, também foi anunciada a retomada das tratativas com a Receita Federal para debater o impacto da reforma tributária sobre a atividade notarial e registral. Uma comissão com representantes da categoria foi criada para discutir questões como glosa, livro-caixa e fiscalização. O presidente da CNR informou ainda que trabalha com a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) e a Controladoria Geral da União (CGU) para tratar da defesa dos cartórios brasileiros em relação ao provimento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) referente à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).


A pauta do encontro também incluiu a análise da anuidade sindical e confederativa encaminhada em 2024, a representatividade dos Notários e Registradores, o posicionamento das ações em tramitação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e nos tribunais superiores, a pauta positiva dos projetos e Medidas Provisórias (MPs) mais importantes em trâmite no Congresso Nacional, o calendário nacional de eventos e a Concart, que será realizada novamente em Brasília (DF), além de assuntos gerais.


Fonte: Assessoria de Comunicação da CNR

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page