top of page

Brasileiros dizem preferir que emissão de passaporte seja feita por cartórios, diz pesquisa

Documento é hoje emitido pela PF; por falta de recursos, fila de espera chegou à marca de 100 mil pessoas

A maior parte da população brasileira (57%) diz acreditar que seria mais bem atendida se a emissão de passaportes pudesse ser realizada por cartórios, aponta pesquisa do instituto Datafolha contratada pela Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR) e pela Confederação Nacional de Notários e Registradores (CNR).

A confecção de cadernetas de passaporte, atualmente, é feita pela Polícia Federal (PF). Por falta de recursos orçamentários, na semana passada a fila de espera para a emissão do documento chegou à marca de 100 mil pessoas. A emissão foi restabelecida no sábado (24).

Na pesquisa Datafolha, os respondentes ainda apontaram outros serviços que prefeririam que fossem realizados por unidades notariais e registrais brasileiras, como a emissão de documentos de identidade (66%), o registro de empresas (66%) e a papelada relacionada aos benefícios previdenciários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

A pesquisa Datafolha ouviu 944 pessoas que declararam já ter usado serviços dos cartórios nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Brasília. A margem de erro é de três pontos percentuais. O levantamento foi realizado em maio deste ano e ainda é inédito.

Mônica Bergamo é jornalista e colunista.

Fonte: Folha de S.Paulo

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page